Mulheres da Geração Z são mais influenciadas pelo Instagram na hora de planejar uma viagem

Mulheres da Geração Z são mais influenciadas pelo Instagram na hora de planejar uma viagem


As brasileiras da Geração Z (51%) têm uma tendência ainda maior a visualizar sua próxima viagem com base no que veem nas redes sociais, enquanto apenas 45% dos homens dessa geração dizem o mesmo.

Apesar de um pouco mais crítica em relação às mídias sociais, a Geração Z*, ainda tem o Instagram como grande fonte de inspiração, de acordo com uma pesquisa** da Booking.com. Com o objetivo de entender melhor o viajante da Geração Z, o levantamento mostra que dois terços (64%) dos brasileiros da Geração Z curtem ver publicações e fotos de viagens nas redes sociais.

Quando o assunto é a relevância que as redes têm no planejamento das férias, as brasileiras da Geração Z têm uma tendência ainda maior a visualizar sua próxima viagem com base no que veem nas redes sociais (51%), contra 45% dos homens da mesma faixa etária. Essa confiança no Instagram é maior do que a média dos brasileiros em geral (33%) e ainda maior do que a encontrada entre os Millennials* (39%).

Além disso, ao decidirem pelo próximo destino, o feed dessas redes é parada obrigatória: 48% da geração Z já decidiram uma viagem com base no que viram no Instagram/redes sociais e um número parecido (45%) diz que geralmente confia em influenciadores digitais quando se trata de recomendações turísticas.

Mundo offline


No entanto, os celulares não são as únicas fontes de inspiração para a Geração Z: 44% são influenciados por destinos que veem nos filmes e nos programas de televisão, o que desperta o desejo de conhecer os lugares ao vivo e em cores. Esse ponto é mais forte também para as mulheres: enquanto 52% delas dizem usar filmes e séries como inspiração, pouco mais de um terço (37%) dos homens concordam.

Alguns jovens da Geração Z são ainda mais tradicionais e optam pelo offline: quase um em cada três (32%) busca seus amigos reais na hora de pedir dicas. Porém, o mundo real só é mais atrativo que o mundo virtual para faixas etárias anteriores, como a Geração X* e os Baby Bommers*.

O panorama abaixo mostra como é a relação das quatro gerações pesquisadas com o mundo virtual e as redes sociais:

Geração Z
Millennials/ Geração Y
Geração X
Baby Boomers

Confiam nas recomendações de viagem dos influenciadores
45%
43%
37%
23%
Buscam inspirações de viagem nos perfis dos influenciadores
54%
54%
43%
28%
Já foram influenciados por publicações online
46%
45%
34%
22%
Decidem destinos da viagem com base no que viram no Instagram/nas redes sociais
48%
39%
28%
18%
Quando viajam, sempre postam fotos nas redes sociais
52%
55%
50%
37%
Está interessado em viajar para algum lugar que fique bem nas fotos
46%
57%
49%
34%


Além das curtidas


Durante suas últimas férias, 32% dos brasileiros da Geração Z tiraram entre 10 a 30 fotografias por dia, enquanto 22% clicaram mais de 50 fotos diariamente. E quase metade (46%) diz que está mais interessada em viajar para um destino que ficará bonito nas fotos.

Apesar de toda conectividade e da influência das redes sociais, o Instagram não é o principal motivo de uma viagem: os brasileiros da Geração Z sabem muito bem da importância de viver intensamente as experiências proporcionadas pelas férias, com seis em cada dez deles (62%) dizendo que preferem viver o momento ao invés de destinar seu tempo clicando e postando nas redes sociais, o que sugere que as fotos para o feed são um bônus da viagem - não a motivação principal.

Aliás, 78% confessam que importância excessiva é dada às mídias sociais durante as viagens. Então, apesar de ser inegável o fato de que a Geração Z 'curte' as redes sociais, gastar muito tempo "viajando" pelo feed não parece ser tão importante quanto aproveitar a vida real e embarcar em novas experiências.

*Geração Z – pessoas com idade entre 16 e 24 anos
Geração Y/Millenials - pessoas com idade entre 25 e 39
Geração X – pessoas com idade entre 40 e 54
Baby Boomers – pessoas acima de 55 anos

**Pesquisa encomendada pela Booking.com e conduzida de forma independente entre 21.807 participantes com idade superior a 16 anos (25% dos quais tinham idade entre 16 e 24) em 29 mercados (incluindo mais de 1000 da Austrália, Alemanha, França, Espanha, Itália, China, Brasil, Índia, EUA, Reino Unido, Rússia, Indonésia, Colômbia e Coreia do Sul; e mais de 600 do Japão, Nova Zelândia, Tailândia, Argentina, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Hong Kong, Croácia, Taiwan, México, Países Baixos, Suécia, Singapura e Israel). O trabalho de campo foi realizado entre 01 e 16 de maio de 2019. A pesquisa foi realizada on-line.



Lembrem-se de compartilhar as suas fotos no instagram com a hastag #NADATEIMPEDE. As melhores aparecem no instagram do blog e em posts aqui.
Gostaram do post? Nos conte nos comentários e compartilhe com os amigos.

You Might Also Like

0 comentários